Mariluz, sábado, 19 de setembro de 2020 ESCOLHA SUA CIDADE

Região

31/12/2016 | Concebido por Goioerê

História da Fiação Goioerê - uma nova história para a cidade

História da Fiação Goioerê - uma nova história para a cidade
Francisco Scarpari Neto. Sócio Gerente

A hoje Fiação Goioerê Ltda, foi inaugurada como a Fiação Coagel no dia 19 de setembro de 1986, com a presença do então governador do Estado , Sr. Jõao Elísio Ferraz de Campos, várias autoridades políticas e lideranças cooperativistas, dentro de um programa de industrialização do algodão, matéria prima farta no estado naquela época. Foram idealizadas e realizadas 6 fiações de algodão distribuídas pelas cooperativas em todas as regiões do Paraná.

Na época, como presidente da Coagel, vimos e acompanhamos toda a construção da indústria , desde o projeto até a colocação da máquinas e formação da mão de obra especializada, que foi trazida principalmente do Estado de Minas Gerais e teve um custo relativamente alto para tanto.

Desde a entrada em funcionamento, enquanto presidente da cooperativa, tratamos este empreendimento com olhos especiais, pois dava um grande retorno financeiro à cooperativa e propiciou a ampliação do setor têxtil goioerense, com o surgimento de pequenas malharias , propiciou a vinda da extenção da UEM  e o curso de Engenharia Textil, que até o presente ano  graduou mais de 450 Eng. Texteis. A cadeia completa deu-se com a introdução da primeira Tinturaria Industrial de Malhas do Paraná , que é hoje a SINTEX.

Com a incorporação da Coagel pela Coamo em 2009, a fiação passou às mãos desta última, que encerrou suas atividades em março de 2016, e colocou -a àvenda.

Pela participação no início do empreendimento, muitas pessoas telefonaram-me para saber dos custos e condições para a aquisição das instalações da indústria. Sempre informando que este assunto deveria ser tratado diretamente com a COAMO, proprietária da mesma.

Foi quando me dirigi à direção da proprietária, onde fui recebido pelo seu presidente ,Dr. Aroldo José Galassini, que sinalizou interesse em negociar a indústria.

Depois de quase 2 meses de estudos de viabilidade, junto com os hoje sócios da fiação Valdeci Pacheco, Jorge Sabino Spierr e Gilson Reichardt, chegamos à conclusão que era viável o empreendimento, com redução de custos , boa flexibilidade de gestão e outras práticas de administração.

Entretanto, ainda precisávamos de mais um sócio, que ao final deu-se com a inclusão da empresária Nilzabete Pedroso dos Santos. (Charme Modas).

Formada a composição do:a) imobilizado ( edificações e máquinas) e corpo técnico , b) capital de giro mínimo para não depender de financiamentos, concluímos o negócio com a COAMO e imediatamente passamos a resgatar o terceiro e mais importante, que é o) Capital humano, que são os colaboradores (135 pessoas) que trabalham 20 horas diárias em três turnos distribuídos conforme determina a lei.

Assim, passaram-se quase 30 anos , desde a inauguração da Fiação Coagel e a atual empresa, quando os primeiros fios da Fiação Goioerê, saíram para embarque e venda no dia 15 de setembro de 2016.

Foi assim reaberto um dos principais empreendimentos de Goioerê e que tem grande apelo social, gerando empregos diretos, indiretos, recolhendo impostos municipais, estaduais e federais, contribuindo, em pequena parte, na contra mão da história( a maior crise do país) , para a com que a nação supere estas mazelas que foram construídas ao longo de quase 15 anos.

Agradecemos o apoio de todos que contribuem para o sucesso deste empreendimento.

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL

OPINE!

CIDADE PORTAL
site: www.cidadeportal.com.br
e-mail: mariluz@cidadeportal.com.br
(44) 3522-7297 - (44) 99979-8991 - (44) 99979-3334 - Goioerê-PR
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Site CIDADE PORTAL.

Desenvolvido por Cidade Portal